Federação Catarinense de Handebol















 










 


Fechar [ X ]
Aguarde...

 
Nº Visitantes: 2177175
Contatos  
 

LINKS ÚTEIS

Escola Nacional de Esportes
CBHb
IHF
Fesporte
CED/SC
TJD/SC
Mapa de Distâncias/SC
Confira o Tempo - INMET
 
 

RECADOS

 
Eduardo Lustriano
INDAIAL - SC
23/08/2018 09:40:34
Bom dia, gostaria de voltar a jogar Handebol joguei durante 7 anos logo o time da cidade encerrou as atividades e desde lá não jogo mais, tenho 18 anos ...


 
 
 

NOTICIAS

Macaco na coleira e burcas: seleção passeia em mercado de rua em Doha


Data / Hora:  21/01/2015 07:14:51
Fonte:  FCHb
  Clique na imagem para ampliar TREINO EM PRAIA PARTICULAR A véspera do jogo diante da Eslovênia, pelo Mundial de handebol, não foi apenas de treino para a seleção brasileira. Depois de uma atividade de manutenção pela manhã, com academia e alongamento no próprio hotel, o grupo do Brasil teve a tarde de folga, e vários deles aproveitaram para conhecer um pouco melhor a cultura local do Catar. Bombom, Patrianova, Rick, Chiuffa, Tchê e Japa foram até o Souq Waqif, tradicional mercado de rua da capital Doha. Durante a aventura de pouco mais de uma hora, perceberam mais de perto como vivem os cataris e sua cultura. Passaram pelas vielas, por mulheres de burca e até mesmo um grupo que passeava com seu macaco de estimação, com direito a coleira e vestido a rigor. Enquanto alguns jogadores procuravam por ouro (artigo bem mais em conta na região), outros olhavam lembrancinhas ou apenas passeavam. - Estou procurando alguma coisa para a minha esposa, talvez uma pulseirinha ou algo do tipo. O ouro aqui é mais barato que no Brasil, mas as lembrancinhas são sempre um pouco mais caras...- brinca o pivô Tchê. O ponta Chiuffa não está pela primeira vez no Catar. Já veio em outras competições, e por isso aproveitou mesmo para sair um pouco do ambiente do hotel, descansando a mente. - Já vim aqui uma vez e levei isso tudo - ouro, lembrancinhas, camelo e tal. Hoje só estou dando uma olhadinha - disse Chiuffa. Entre uma volta e outra, além das tradicionais vestimentas das mulheres muçulmanas, com o corpo todo coberto, um grupo de árabes passeava com um macaco albino que usava até um vestido e era guiado com uma coleira. Os atletas foram assediados, parados para fotos por cataris e também receberam palavras de incentivo de alguns. Outros, menos ligados ao handebol, perguntavam de quem se tratava e porque tantas pessoas tiravam fotos deles. Patrianova entre policiais montados a cavalo no meio do mercado - Todos sabem disso. Acaba forçando demais, na intensidade e nível que são os jogos aqui, contra europeus, que são fisicamente mais forte. Uma hora é preciso de um treino mais light. E o hotel é incrível, a estrutura que nos oferecem, junto ao trabalho de ioga e alongamento, é perfeito. Alongamos com uma praia particular. É uma coisa diferente, um cenário melhor, e te deixa tranquilo antes de um jogo decisivo - diz Valadão. O duelo contra a Eslovênia será nesta quarta-feira, às 12h (de Brasília). O GloboEsporte.com acompanha em Tempo Real, o SporTV transmite ao vivo e o assinante também pode acompanhar pelo SporTV Play.
 
OUTRAS NOTÍCIAS
 

PARCEIROS

361
MASCOTINHA
 
 

NEWS LETTER

 
Cadastre-se e receba nossas notícias semanalmente em seu email.
Nome:
Email:
 
 
 
 
  [indique-nos] [comunicar erros]  
FEDERAÇÃO CATARINENSE DE HANDEBOL - FCHb
Rua: Julio Boppré, 2326
Tubarão/SC - Oficinas - 88.702-360
E-mail: fchb@fchb.com.br - Novo Telefone: (48)9624.1068
Desenvolvimento de Sites